Clique para divulgar
outros desaparecidos

Conflitos


Imagem da Notícia
kim jong-un, líder Da redação Worldwide por Sérgio Coutiy - kin jo

Imagem da Notícia
Estado Islâmico con Do iG - Por Ansa - Fadhil Ahmad al Hayali foi atin

Imagem da Notícia
ONU: Iémen palestra Palestras patrocinado pela ONU entre governo e reb

Imagem da Notícia
Grupo extremista Est Pelo menos 17 pessoas foram hoje executadas por ap

Imagem da Notícia
Mercenários veteran Têm já entre 50 e 65 anos e ganharam a vida comb

Imagem da Notícia
Imagem do dia: Um ge Apelidada de imagem do dia, há uma foto a circula

Imagem da Notícia
Boko Haram invade ba Segundo testemunhas, combatantes do Boko Haram inv

Imagem da Notícia
Os militares tomaram Da redação Worldwide - Por Sérgio Coutiy - O Bu

Imagem da Notícia
Milícias na piscina Homens de uma milícia líbia assumiram o controlo

Washington condena violação do cessar-fogo na Ucrânia e adverte Rússia

redacao@worldwide.com.br
Hoje Domingo, 21 de Janeiro de 2018, bom dia!

O vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, condenou a violação pelas forças russas e as milícias separatistas do cessar-fogo estabelecido no sábado passado na Ucrânia, e advertiu Moscovo para os custos deste acto.

Sobre Ucrânia, Russia e Estados Unidos Publicada: 18/02/2015 as 19:52:57

O vice-presidente dos Estados
Unidos, Joe Biden.

Biden condenou fortemente a violação do cessar-fogo pelas forças separatistas, actuando em acordo com as forças russas, nas proximidades da cidade de Debaltsev», destacou a Casa Branca em comunicado, divulgado após uma conversa do vice-presidente com o o presidente ucraniano Petro Poroshenko.
Os governos de França, Alemanha, Rússia e Ucrânia estabeleceram no fim de semana em Minsk, capital da Bielorússia, um cessar-fogo para acabar com os confrontos no leste da Ucrânia, que provocaram a morte de mais de 5.400 pessoas em 2014.
«Se a Rússia continuar a violar os acordos de Minsk, incluindo o mais recente de 12 de Fevereiro, os seus custos aumentarão, adverte o comunicado da Casa Branca.
Biden e Poroshenko afirmaram que as violações do cessar-fogo foram confirmadas pela Missão Especial de Monitorização da Organização de Cooperação e Segurança na Europa (OSCE).
«O vice-presidente também condenou fortemente a Rússia e os separatistas pelo bloqueio do acesso a Debaltsev aos observadores da OSCE, o que permite aos separatistas continuar com os ataques sem qualquer inibição, acrescenta o comunicado.


Veja mais: Diário Digital

Publicada: 18/02/2015 as 19:52:57

Você pode comentar. Ainda não existe comentário para está notícia.


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Fique a vontade para comentar.Veja Diretrises de privacidade!

Deixe seu comentário sobre o assunto!