Clique para divulgar
outros desaparecidos

Welcome


United States

 Bandeira em

Economia


Imagem da Notícia
Manifestantes se pre Da redação Worldwide por Sérgio Coutiy - Manife

Imagem da Notícia
O dólar australiano O dólar australiano atingiu quase duas semanas de

Imagem da Notícia
Os preços do petró Por Henning Gloystein CINGAPURA (Reuters) - Os

Imagem da Notícia
Dólar encerra em R$ O dólar fechou em queda de 1 por cento ante o rea

Imagem da Notícia
Economistas elevam p SÃO PAULO - Economistas de instituições finance

Imagem da Notícia
Petrobras divulga ba Depois de perder valor no mercado, capacidade de i

Imagem da Notícia
Previsão para câmb Depois do dólar em queda na semana passada, as pr

Imagem da Notícia
Superávit primário O superávit primário do governo central (Tesouro

Imagem da Notícia
Brasil pode perder p A previsão de um crescimento baixo em 2015 pode

Brasil compra mais do que vende e inicia 2015 com balança comercial negativa em 2,5 bilhões

redacao@worldwide.com.br
Hoje Domingo, 21 de Janeiro de 2018, bom dia!

Déficit comercial representa uma continuidade em relação aos resultados do ano passado

Sobre Brasil Publicada: 12/01/2015 as 20:50:48

Queda foi puxada pelos
manufaturados, cujas vendas caíram
33,2% Getty Images

A balança comercial, diferença entre exportações e importações, começou 2015 no negativo. Até 9 de janeiro, o País importou R$ 2,5 bilhões (US$ 983 milhões) a mais do que exportou, segundo o MDIC (Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior).

As exportações somaram US$ 3,854 bilhões, com queda de 11,8% pela média diária na comparação com o mesmo período de 2013. A queda foi puxada pelos manufaturados, cujas vendas caíram 33,2%, motivada principalmente pelos tubos de ferro fundido, automóveis e motores para veículos.

As vendas de produtos básicos recuaram 2,5%, puxada pelo minério de ferro, carne e arroz em grão. O único tipo de produto com aumento nas exportações nos primeiros dias do ano foram os semimanufaturados, cujas receitas cresceram 12,4% por causa do óleo de dendê, ouro em forma semimanufaturada e aço.

As importações também caíram nos primeiros dias de 2015. Até o dia 9, o país comprou US$ 4,837 milhões do exterior, retração de 11,7% pela média diária. As maiores reduções ocorreram na importação de combustíveis e de lubrificantes (-51,8%), adubos e fertilizantes (-28,4%) e veículos automóveis e partes (-23,7%).

O déficit comercial representa uma continuidade em relação ao registrado no ano passado. Em 2014, a balança registrou déficit de US$ 3,7 bilhões, o primeiro resultado negativo desde 2000 (US$ 520 milhões) e o pior desde 1998 (US$ 6,112 bilhões).


Veja mais: R7

Publicada: 12/01/2015 as 20:50:48

Você pode comentar. Ainda não existe comentário para está notícia.


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Fique a vontade para comentar.Veja Diretrises de privacidade!

Deixe seu comentário sobre o assunto!