Publicidade

Clique para divulgar
outros desaparecidos

Conflitos


Imagem da Notícia
kim jong-un, líder Da redação Worldwide por Sérgio Coutiy - kin jo

Imagem da Notícia
Estado Islâmico con Do iG - Por Ansa - Fadhil Ahmad al Hayali foi atin

Imagem da Notícia
ONU: Iémen palestra Palestras patrocinado pela ONU entre governo e reb

Imagem da Notícia
Grupo extremista Est Pelo menos 17 pessoas foram hoje executadas por ap

Imagem da Notícia
Mercenários veteran Têm já entre 50 e 65 anos e ganharam a vida comb

Imagem da Notícia
Imagem do dia: Um ge Apelidada de imagem do dia, há uma foto a circula

Imagem da Notícia
Washington condena v Biden condenou fortemente a violação do cessar-f

Imagem da Notícia
Boko Haram invade ba Segundo testemunhas, combatantes do Boko Haram inv

Imagem da Notícia
Milícias na piscina Homens de uma milícia líbia assumiram o controlo

Os militares tomaram o poder no Burkina Faso. O chefe de Estado não resistiu à pressão popular dos últimos dias e acabou por apresentar a demissão.

redacao@worldwide.com.br
Hoje Domingo, 21 de Janeiro de 2018, bom dia!

O chefe do Estado Maior das Forças Armadas vai liderar o governo de transição até que sejam convocadas novas eleições.

Sobre Burkina Publicada: 31/10/2014 as 20:39:20

Confronto entre manifestantes e
seguranças.

Da redação Worldwide - Por Sérgio Coutiy - O Burkina Faso, um país africano limitado a oeste e a norte pelo Mali, a leste pelo Níger, e a sul pelo Benin, pelo Togo, por Gana e pela Costa do Marfim. Sua capital é a cidade de Uagadugu. Continente: África. Moeda: Franco CFA ocidental. Presidente: Blaise Compaoré. Primeiro ministro: Luc-Adolphe Tiao. Língua oficial: francesa.

Os militares tomaram o poder no Burkina Faso. O chefe de Estado não resistiu à pressão popular dos últimos dias e acabou por apresentar a demissão.
Blaise Compaoré estava no poder há 27 anos, tentou alterar a Constituição para prolongar o mandato, mas foi travado por uma multidão em fúria.
Informações preliminares dizem que o Presidente do Burkina Faso abandonou a capital e já se encontra no sul do país.

O chefe do Estado Maior das Forças Armadas vai liderar o governo de transição até que sejam convocadas novas eleições.
O general Honoré Traoré justifica a decisão com o vazio de poder criado após a saída do presidente e com a necessidade de salvaguardar a estabilidade da nação. Assim, e até às eleições
vai assumir as funções de chefe de Estado interino. E tentará submeter à ordem no país.
Face à onda de violência, as forças armadas anunciaram a dissolução do governo e do parlamento.
O canal de televisão estatal de Burkina Faso interrompeu as suas emissões na quinta-feira quando uma multidão protestava contra a participação do então presidente do país, Blaise Compaoré, nas próximas eleições presidenciais.
Segundo testemunhas oculares, os soldados que protegiam o prédio, tentaram impedir sem sucesso a invasão dos manifestantes, como a situação tornou-se sem controle, recuaram.
Apesar da resistência por parte da polícia, a sede do parlamento do país. De acordo com as informações, os gabinetes do parlamento foram devastados, vários carros estacionados junto a sua sede, foram incendiados.


Veja mais: Worldwide

Publicada: 31/10/2014 as 20:39:20

Você pode comentar. Ainda não existe comentário para está notícia.


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Fique a vontade para comentar.Veja Diretrises de privacidade!

Deixe seu comentário sobre o assunto!