Clique para divulgar
outros desaparecidos

Luto


Imagem da Notícia
Japão marca 70 anos Eventos em memoriais ​​foram realizada

Imagem da Notícia
Homenagem ao amigo d Da redação Worldwide por Sérgio Coutiy - Para q

Imagem da Notícia
A literatura brasile RIO -- Escritores, músicos, políticos, atores e

Imagem da Notícia
Nossas sinceras cond Da redação Worldwide por Sérgio Coutiy - Nelson

Imagem da Notícia
Câncer vence a luta O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, morreu na

Imagem da Notícia
Velório de Niemeyer A assessoria da Presidência da República informo

Imagem da Notícia
Morreu Norodom Sihan O antigo rei do Camboja, Norodom Sihanouk, morreu

Imagem da Notícia
O mundo se despede A Neil Armstrong, o primeiro homem a pisar na Lua du

Petista de 63 anos estava internado no Hospital Sírio-Libanês, onde lutava contra um câncer abdominal

redacao@worldwide.com.br
Hoje Domingo, 21 de Janeiro de 2018, bom dia!

O ex-ministro do governo Luiz Inácio Lula da Silva e um dos fundadores do PT Luiz Gushiken

Sobre Brasil Publicada: 13/09/2013 as 22:48:21

Agência Brasil - Luiz Gushiken foi
ministro do governo Lula

O ex-ministro do governo Luiz Inácio Lula da Silva e um dos fundadores do PT Luiz Gushiken morreu no início da noite desta sexta-feira (13), em São Paulo, aos 63 anos. Ele estava internado no Hospital Sírio-Libanês, onde lutava contra um câncer na região abdominal.

A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do hospital. Ele estava afastado da política nos últimos anos por conta da doença.

Seu corpo será sepultado no Cemitério do Redentor, em São Paulo, neste sábado (14), às 16 horas, onde também acontecerá o velório.

Luiz Gushiken era bancário e administrador, formado na Fundação Getúlio Vargas (FGV), em São Paulo, em 1979.

Nascido em Osvaldo Cruz (SP) em 1950, o político deu início à militância na tendência Liberdade e Luta (conhecida como Libelu), braço estudantil da trotskista Organização Socialista Internacionalista (OSI) da qual o ex-ministro Antonio Palocci fazia parte. Tornou-se funcionário do Banespa em 1970, onde fez carreira como sindicalista.

Em 1980, participou da fundação do PT e da CUT (Central Única dos Trabalhadores). Foi deputado federal por três mandatos, de 1987 a 1999. Também coordenou as campanhas presidenciais de Lula em 1989 e 1998.

Quando o PT saiu vitorioso nas urnas, em 2002, Gushiken assumiu, no ano seguinte, a chefia da Secretaria de Comunicação da presidência da República após fazer parte da equipe de transição.

Em 2012, ele foi absolvido do crime de peculato no processo do mensalão pelos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). A Procuradoria-Geral da República (PGR) já tinha indicado ao Supremo, nas alegações finais, que ele não deveria ser condenado porque não havia provas contra ele.

O ex-ministro era acusado de autorizar pagamento de recursos do Banco do Brasil para a empresa DNA Propaganda, de Marcos Valério, que seriam repassados no mensalão. A implicação de Gushiken no esquema veio do ex-diretor de Marketing do banco Henrique Pizzolato, que disse que precisava da autorização do ministro para tomar decisões, mas, posteriormente, o próprio ex-dirigente mudou seu depoimento.

Repercussão

O Sindicato dos Bancários lamentou a morte de Gushiken: "Perdemos hoje nosso amigo e companheiro de muitas lutas". "Sua força, ética e competência serão sempre lembrados por nossa militância. Com sua morte, o Brasil e toda a nossa geração perdem uma referência intelectual", diz a nota.


Veja mais: IG

Publicada: 13/09/2013 as 22:48:21

Você pode comentar. Ainda não existe comentário para está notícia.


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Fique a vontade para comentar.Veja Diretrises de privacidade!

Deixe seu comentário sobre o assunto!